arte de educarRevista Mãe – novembro 1998- n° 56

Método importado ensina aos pais os segredos da arte de educar desde o berço
Gabriela Garcia

Apenas 30% da nossa capacidade intelectual é transmitida por herança genética. Os 70% restantes, pasmem, dependem dos estímulos que recebemos do mundo à nossa volta, especialmente na infância, quando nosso cérebro está se desenvolvendo. Quanto mais cedo e com mais propriedade a criança for estimulada, melhor.

Muito melhor ainda se o aprendizado ocorrer até os três anos de idade. É que nesta faixa etária o pequeno está mais apto do que nunca para assimilar informações. Se aprender um segundo idioma, por exemplo, será capaz de falar sem sotaque algum.

Justamente para aproveitar esta incrível fertilidade da mente, o professor espanhol Juan Valls Juliá, diretor do Neurología y Aprendizaje, criou, há onze anos, um método de educação especial para pais e bebês. Reconhecida internacionalmente, a sua técnica também chegou ao Brasil. Foi trazida pelo Centro de Aprendizagem e Desenvolvimento, o AeD, que fica em São Paulo. Por aqui, o método ganhou o sugestivo nome de Projeto Superbebê.

“Nosso objetivo é conseguir um desenvolvimento integral do bebê, tanto de sua inteligência como de seus hábitos. Através de brincadeiras e de outras atividades, ensinamos várias habilidades, desde ouvir música erudita até noções básicas de matemática e exercícios físicos,” explica Julia Martinez Manglano, dona do AeD e administradora de empresas com especialização em pedagogia.

Dessa maneira, o bebê ganha possibilidades e habilidades para ser alguém mais realizado e preparado para a vida.

Lições de vida para pais e filhos

O projeto Superbebê oferece cursos específicos para cada etapa da vida do bebê, desde a gestação até os três anos de idade. As aulas duram uma hora, são semanais e devem ser assistidas no mínimo durante três meses.

Curso pré-natal: Intensifica o contato dos pais com o filho que está para nascer através de conversas e massagens na barriga da mãe. Estimula as capacidades intelectuias do bebê com técnicas como ouvir música clássica. Também ensina dicas para os primeiros dias do recém-nascido.

Colocá-lo de barriga para baixo, por exemplo, ajuda a desenvolver a força física, já que as mãos e os pés entram em atrito com o colchão.

Curso pós-natal, para bebês de 0 a 3 anos: São aulas para pais e filhos que visam desenvolver a concentração, a coordenação motora, o domínio corporal e as habilidades que facilitem a alfabetização e o aprendizado de matemática e leitura.

Curso de primeira idade: Os pais contam seus casos e discutem soluções entre si e com especialistas. Os temas vão desde a convivência da criança com os avós até a chegada de mais um filho.

Pais profissionais

O Projeto Superbebê coloca pais e filhos nas sala de “brincadeira”. A lição: ensinar a ambos os estímulos necessários para os três primeiros anos de vida. “Os pais não se preparam para educar bem. Tentamos ensiná-los a ser pais profissionais”. O que é aprendido deve ser praticado em casa durante um ano, meia hora por dia. Os resultados não demoram a aparecer. Segundo Julia, a criança fica mais atenta, se organiza melhor, adquire disciplina para atingir suas metas e incorpora bons hábitos – como os de higiene e alimentação – à sua rotina.

O treinamento acontece em duas frentes- na intelectual e na dos bons hábitos. Na área intelectual, a missão é preparar a criança para as disciplinas da escola e ampliar seus potenciais. No quesito bons hábitos, o enfoque está voltado para a construção moral.

De acordo com o método, qualidades como coragem, autonomia e determinação dependem exclusivamente de treino. Por isso a criança é incentivada a escolher e realizar o que é mais importante para si. No futuro, diante do dilema estudar versus ver TV, ela saberá como agir e terá noção das conseqüências de suas opções.

Fale conosco

Escreva aqui sua mensagem que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

Digite aqui sua busca