O artigo “Mente brilhante” publicado na Revista Claudia Bebê em abril de 2012, dá várias dicas de brincadeiras para estimular seu bebê por faixa etária. Citamos algumas ideias.

Cérebro turbinado em 15 segundos

“Existe uma forma simples, rápida e muito eficaz de deixar seu filho mais inteligente: mostrar

figuras a ele. O objetivo dessa atividade não é o conhecimento, e sim, a formação de sinapses,

que ajudam na capacidade de associação da criança”, explica a especialista em estimulação
infantil Julia Manglano. “Para o recém-nascido, mostre uma figura simples dizendo o nome
dela. Pode ser uma forma geométrica preta em papel branco, que você faz no computador. A
atividade não demora mais do que um segundo e deve ser repetida três vezes por dia durante
cinco dias. Por volta dos 6 meses, pode mostrar a seu bebê, também rapidamente, grupos
de animais bem parecidos. Exemplo? O grupo dos carnívoros felídeos: guepardo, onça, gato,
pantera, jaguatirica, tigre, lince… O que esse exercício proporciona? O bebê desenvolve a
inteligência visual, a concentração, a capacidade de ver o que eles têm em comum”, enumera
Julia. “Você pode repetir com pedras preciosas, elementos químicos, obras de arte, times de
futebol.” – Citação da pág. 73.

Pais preparados filhos espertos

“As atitudes que você precisa ter para seu bebê ser mais inteligente e feliz”:
– Não iniba a curiosidade dele com frases do tipo: “Você não tem idade”. “Você não entende
nada”.
– Segure o ímpeto de rotular a criança, dizendo que ela não leva jeito para isso ou aquilo.
Até os 3 anos tudo é passível de ser desenvolvido. Bebês de temperamento mais parado se
destacaram em esportes depois de receberem estímulos motores.
Nos primeiros dois anos de vida do seu filho, procure passar o máximo de tempo com ele.
Desde o nascimento, os estímulos têm de estar aliados à parte afetiva. Reserve momentos só
para curtir seu bebê.
– Toda brincadeira deve ser recheada de afeto, pois essa é a maior necessidade da criança. –
Citação da pág. 74.
“A hora de ajudar o desenvolvimento da mente do seu filho é agora. Até os 3 anos, boa parte
das conexões neurológicas ou sinapses, ainda está se processando. Então, se receber os
estímulos certos, a criança vai ficar cada vez mais inteligente e brilhante.”
Fale conosco

Escreva aqui sua mensagem que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

Digite aqui sua busca