momento de escolhaRevista Ser Família – Setembro/Outubro 2010 – Ano III – Nº21

Por Julia Manglano

A escolha da primeira escola dos filhos não é uma decisão fácil e, muitas vezes, causa ansiedade nos pais. Dentre uma gama tão grande de propostas pedagógicas, o dilema é grande.

É uma decisão muito importante, que deve ser bem ponderada e cuidadosamente estudada, já que afeta o futuro acadêmico e pessoal da criança. A escola tem um impacto grande no desenvolvimento físico, intelectual e social, principalmente na educação.

A escola tem um impacto grande no desenvolvimento  físico, intelectual e social, principalmente na educação infantil.

Na primeira infância, o desenvolvimento físico e da inteligência são muito acelerados. O cérebro se desenvolve em 85% até os seis anos e, se devidamente estimulado, a criança pode desenvolver qualquer habilidade.

Nesta fase, começa a se forjar o caráter dos filhos, por meio da aquisição de hábitos bons, do exemplo dos pais e do modelo dos educadores.

Uma primeira consideração é ver as possibilidades econômicas da família e definir uma faixa de despesas com educação. A partir daí, apenas considerar as escolas que estejam dentro deste critério.

Também definir outros pré-requisitos mínimos para a escolha, como, por exemplo: que a escola seja limpa e ordenada, tenha instalações adequadas e seguras, uma área de lazer ao ar livre, seja uma escola autorizada, tenha um horário adequado para a família.

Todos os pais querem que seus filhos sejam felizes. Mas, a partir desta meta global devem pensar em metas educativas mais especificas que atendam às necessidades da criança nos seus três níveis de desenvolvimento:

  • extrínseco (necessidades físicas e de desenvolvimento motor);
  • intríseco (necessidades cognitivas e de desenvolvimento intelectual e de habilidades);
  • e transcendente (necessidades afetivas e de desenvolvimento do caráter).

A partir destas metas educativas, fica mais fácil comparar os benefícios das escolas visitadas e perceber qual atende melhor às expectativas de desenvolvimento da criança.

Dicas na hora da visita à escola:

  • Observar o ambiente da escola, sentir as crianças, se estão felizes e ativas.
  • Observar a equipe pedagógica, se é bem humorada e alegre, se tem brilho nos olhos.
  • Pedir para observar um pouco as aulas e ver como as professoras tratam as crianças. Ver se as crianças têm prazer em aprender.
  • Perguntar à diretora, ou coordenadora que esteja apresentando a escola, pelo Ideário, ou seja, qual é a missão e quais são os valores da escola, porque é importante que os valores passados em casa não sejam conflitantes com os da escola.
  • Na questão do sistema ou projeto pedagógico, para pais leigos na área, simplesmente perguntar quais os objetivos a serem alcançados com os alunos, nos vários níveis de desenvolvimento, e questionar o que é feito e como é feito para alcançá-los.
  • Perguntar qual é a formação e treinamentos que a equipe recebe para ver se existe uma  preocupação com o constante aperfeiçoamento profissional e pessoal da equipe.
  • Averiguar se são oferecidos cursos ou palestras para os pais, ou seja, se há uma preocupação também com a formação dos pais.
  • Perguntar qual o numero de crianças por educadora, porque a educação é mais personalizada com menos crianças por educadora.
  • Observar as horas da entrada e da saída das crianças, para conhecer o perfil dos pais e ter a oportunidade de falar com algum deles.
  • Perguntar se a escola tem indicações ou depoimentos de outros pais cujos filhos já frequentaram ou frequentam a escola.
  • Ver a qualidade das instalações e se existem espaços amplos e alegres.
Fale conosco

Escreva aqui sua mensagem que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

Digite aqui sua busca