Revista Super Interessante – março 2001- n° 03

Até aquele ambiente imaculado e silencioso- para não dizer piegas- que costuma ser instalado nos quartos dos recém-nascidos, como se eles sofressem uma espécie de doença mental, está sendo colocado em xeque pelos especialistas. “O bebê precisa de um lugar estimulante, com coisas para ver e ouvir”, diz Julia Manglano, coordenadora da escola para bebês AeD, em São Paulo. “Quanto mais os pais conversarem com a criança melhor para o futuro dela”.

Fale conosco

Escreva aqui sua mensagem que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

Digite aqui sua busca