“Aprendi que ser mãe é a profissão mais importante, estimulante, criativa e prazerosa do mundo. Aprendi que um bebê inteligente é um bebê feliz”.

Nancy Maurer

“O curso melhorou meu relacionamento com meu filho e com meu marido”.

Janaína

“Comecei com os cursos na AeD quando o Arthur era bebê e consegui fazer em casa muitos exercícios, entre os quais mostrar bits de matemática. Foi uma grande surpresa, quando um dia em dezembro, tínhamos nozes em casa, e brincando coloquei no chão dois montes de nozes: um com 7 e outro com 8, e ele soube identificar de forma instantânea, em qual tinha mais.

Sandra Sakakibara-Bordin

“O pediatra do Christian, meu filho, ficou bastante impressionado quando o viu concentrado montando um quebra-cabeça de blocos. Na época, o Christian tinha 1 ano e 3 meses e de acordo com o pediatra aquela habilidade era de criança de 3 anos, que o Christian era inteligente e estava adiantado para a idade!

Aplico as técnicas de estímulos que aprendi no curso para bebês da AeD desde que meu filho tinha 2 meses e meio, e vejo que estão ajudando muito no seu desenvolvimento.”

Tina

“Achei o curso ótimo, muito interessante e bem explicado. Agradeço, adoramos.”

Mariana

Na parte motora, fizemos muito os exercícios de balanço, engatinhar, rolar, de bola, de girá-lo em voltas. Hoje, com 3 anos, o Arthur tem muita segurança nos movimentos, alegria e vontade de aprender: Não sente medo, gosta de esportes, do mar, sabe se equilibrar em cima de uma prancha, e começa a pegar as primeiras ondas com muita segurança.

Sandra Sakakibara-Bordin

“Há um dito popular que diz “quem faz o que gosta nunca vai precisar trabalhar na vida”. A Julia da Escola AeD faz isso. Ela acredita no que ensina. Termina aí?

Vamos aos fatos. No primeiro contato com a escola AeD, nossa filha Gabriela tinha menos de 3 meses de vida. Ouvimos um punhado de coisas que, se pensássemos apenas com o coração , não teríamos nem ido à segunda aula do Curso AeD para bebês pequenos.

Recomendado, lemos o livro do Glenn Doman (Como Multiplicar a Inteligência de Seu Bebê) e as dúvidas aumentaram ainda mais: criança deve brincar ou aprender? Será que o bebê se diverte fazendo exercícios motores, ouvindo Bach, vendo Van Gogh, “lendo” palavras ou “contando” bolas vermelhas, se poucos são os adultos que apreciam isso tudo? Será que “au-au” tem que ser, por exemplo, um Yorkshire terrier, originário da Grã-Bretanha…Não estaria a Gabriela pulando etapas de seu aprendizado natural?

Optamos por nos arrepender pelo que faríamos e não por ter deixado de fazer. Seguimos aplicando o que aprendíamos na AeD.

Cerca de 5 meses depois do primeiro curso na AeD, levamos a Gabriela a um aula-demonstração de uma outra escola e não pudemos deixar de comparar: Com seus 8 meses, ela se destacava na coordenação motora, equilíbrio e inteligência visual .

Um dia, próximo ao seu primeiro ano de vida, eu estava dando banho na Gabriela. Da sala vinha o som de Bach, e eu disse: “ouça, está tocando Mozart “. A Gabriela, brincando com a espuma na água disse: “Bach”. Eu insisti: “é Mozart”, e ela: “Bach”. Fiquei na dúvida, porque ela ainda não pronunciava corretamente Mozart e pensei: “Bach é mais fácil de falar”. Fui verificar e era mesmo Bach (Tocata e fuga em ré menor, BWV 565). Então troquei por Tchaikovsky e voltei para o banheiro e ela sorrindo disse: “Totóski”.

Com 1 ano e 9 meses em uma grande livraria de São Paulo, havia um encarte com um bela pintura. A Gabriela gritou rindo e feliz da vida “mamãe, Van Gogh”, provocando risos e admiração de quem estava por aí porque era mesmo a pintura “Os girassóis de Van Gogh”.

Hoje a Gabriela tem 2 anos é elogiada nas suas atitudes, na determinação e na concentração. Dizem os que a conhecem, que ela é um achado, perspicaz, inteligente e independente.

Como mãe, orgulhosa, só me resta uma dúvida: não sei se ela aprende brincando ou brinca aprendendo.
Por sua determinação, o que ela escolher fazer de sua vida profissional e afetiva, certamente fará bem feito e possivelmente fará do trabalho um prazer e diversão. Será um adulto feliz.”

Claudia Berto

Fale conosco

Escreva aqui sua mensagem que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

Digite aqui sua busca